Web Rádio Show Francisco no 24 Horas no Ar

Ao Vivo Web Rádio Show Francisco

OUÇA TAMBÉM NO SEU FACEBOOK

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

AS NOTÍCIAS DO GLORIOSO BOTAFOGO!


Marcelo Cordeiro quer ser titular no Bota



Reserva no Inter, lateral Marcelo Cordeiro se apresenta querendo ser dono da posição no Alvinegro em 2010


Rio - Depois de nove anos, Marcelo Cordeiro, que foi revelado pelo Vasco, está de volta ao Rio de Janeiro. O mais novo reforço do Botafogo, que era reserva de Kléber, no Internacional, foi apresentado ontem, em General Severiano, sem medo da missão de assumir a lateral esquerda do Alvinegro.

“Sei que a minha responsabilidade é grande. O Botafogo é um clube de tradição e, por mais que tenha lutado contra o rebaixamento este ano, costuma brigar por títulos e não quero que seja diferente em 2010. Conheço o peso da camisa, pois tenho familiares e amigos botafoguenses. Espero que seja um ano de títulos”, disse Marcelo Cordeiro, que respondeu aos torcedores alvinegros, que questionaram durante a semana a contratação de reforços de pouca expressão.

“Todo jogador um dia foi desconhecido. O Ramon era reserva no Inter e hoje está sendo reconhecido no
Vasco. Esse também é o meu objetivo. O mais importante é o comprometimento para tudo dar certo dentro de campo”, afirmou. Marcelo Cordeiro, que não conhece nenhum jogador do atual elenco, explicou por que não teve muitas oportunidades no Inter e avisou que vai buscar seu espaço no time.

“No início do ano, até tive boas atuações, melhores que as do próprio Kléber. Contudo, em função desse algo mais que ele tem, não tive muitas chances. Mesmo assim, isso não é demérito para ninguém. No Botafogo espero buscar minha vaga”, destacou o lateral, ansioso para o início da pré-temporada. “O que a torcida do Botafogo pode esperar é um jogador que vai vestir a camisa em todos os jogos”, finalizou.

PARA O ATAQUE
O atacante do Grêmio, Herrera, que também interessa ao Vasco, voltou à pauta para reforçar o Botafogo. O Alvinegro ainda negocia para ter Wilson e vai tentar parcelar a alta quantia que o Sport pediu pelo atacante

PARA A DEFESA

O zagueiro Durval, que não está mais vinculado ao Sport, interessa ao Botafogo, que enfrenta a concorrência do Santos. O clube pretende concluir o negócio antes do dia 5 de janeiro, quando o time se reapresenta.

Botafogo luta para manter o zagueiro Diego


Rio - Além dos reforços para 2010, a diretoria do Botafogo luta para manter alguns nomes do elenco atual alvinegro. Um deles é zagueiro Diego, que foi emprestado pelo Barueri ao clube de General Severiano e tem vínculo com a equipe paulista até 2011. O jogador é um dos poucos destaques da defesa, que é considerado um setor carente do Fogão em 2009.
Mas para manter o zagueiro o alvinegro vai ter que recorrer à um investidor, que compraria os direitos do atleta e emprestaria o jogador por mais um ano ao Botafogo. Os dirigentes tentaram negociar a permanência do dele junto ao Barueri, mas as conversas fracassaram porque o valor pedido pelos paulistas foi considerado alto.
Segundo gerente de futebol alvinegro, Anderson Barros, falta um entendimento com o Barueri para que a negociação seja concluída. Ele ainda explica que a indefinição sobre o futuro do Botafogo em 2010 - causado pela luta contra o rebaixamento - fez com que o clube saísse atrás na busca por reforços. Entretanto, o dirigente garante que o Fogão terá um time forte para o próximo ano.

Estevam pede mais reforços



Rio - Não é só o torcedor alvinegro que está preocupado com o futuro do time na temporada 2010. Ciente de que o clube precisa se reforçar, e muito, para não passar por outro sufoco no ano que vem, o técnico do Botafogo, Estevam Soares, espera contar com mais cinco ou seis reforços dentro da realidade do clube.

“Temos seis jogadores dos considerados titulares, além dos meninos, mas que ainda estão na fase de maturação. É por isso que precisamos de mais cinco ou seis jogadores e a diretoria sabe disso. De repente você não tem os melhores jogadores, mas pode fazer o melhor trabalho. Eu queria o Messi, o Kaká, o Ronaldinho Gaúcho, mas a realidade do clube é outra” disse Estevam Soares à Rádio Brasil.

Segundo Estevam, toda a movimentação da diretoria em busca de contratações tem a sua participação. O comandante aproveitou para elogiar os reforços que já foram confirmados pelo clube.

“Tudo tem sido feito bem monitorado entre diretoria e comissão técnica. Fiquei muito satisfeito com as duas contratações já anunciadas: o Renato, jogador canhoto, tem muito potencial, e o Somália, que nós temos acompanhado desde o Bragantino e monitoramos durante todo o ano no América-RN. Será muito útil”, disse o treinador, que aproveitou para criticar o desfecho da
negociação entre o Botafogo e o meia Ewerton, do Barueri. O jogador negociava com o Alvinegro, mas acabou seduzido por uma proposta do Flu.

“ Essa perda do Ewerton foi uma baita sacanagem de quem detém os direitos do jogador, do seu empresário. E eles acabaram sendo mentirosos no fim. A diretoria do Botafogo fica isenta disso, porque todo o esforço foi feito. Você pode optar pelo que for, só não pode mentir”, criticou.

O gestor de futebol do Flu, Mário Bittercourt, rebateu as críticas. “Já tínhamos iniciado as conversas com o Ewerton e seu representante antes do Botafogo. Em nenhum momento o Fluminense se preocupou em dizer que o Botafogo estava atravessando. Nós fizemos a nossa proposta, eles acharam
interessante e fecharam. Não vou ficar entrando em polêmica, são coisas de mercado”, disse Mário Bittencourt.

A Campanha alvinegra em 2009



Rio - O Botafogo começou o ano com uma nova diretoria no clube. O presidente eleito, Maurício Assumpção, nomeou um novo diretor de futebol, André Silva, e apostou na formação de um elenco mais barato para 2009.

A primeira impressão, na Taça Guanabara, foi a melhor possível. O Alvinegro se classificou para a semifinal como primeiro do grupo, derrotou o Fluminense e foi fazer a final com o Resende. Com um Maracanã lotado, venceu com facilidade por 3 a 0 e se garantiu na final do Carioca. Perdeu a Taça Rio para o Flamengo e teve que decidir o título em dois jogos com o Rubro-Negro. Na decisão, dois empates em 2 a 2 e a perda do título para o Fla nos pênaltis. 

Paralelamente, na Copa do Brasil o Alvinegro caiu de forma precoce. Depois de uma vitória e uma derrota por 2 a 1 para o Américano, acabou eliminado na segunda fase pela equipe de Campos, nos pênaltis. Já na Sul-Americana, o Glorioso caiu nas quartas-de-final pelo Cerro Porteno. Depois de perder no Paraguai por 2 a 0, acabou sofrendo nova derrota, em casa, por 3 a 1.

No Brasileirão, um novo time teve de ser montado. Além da perda de Maicosuel, os atacantes Victor Simões e Reinaldo sofreram com as lesões. Na metade da competição reforços chegaram, mas com problemas de indisciplina. Michael não chegou a disputar sete partidas e Jônatas chegou a brigar com o então supervisor de futebol, Marcio Touson.

No fim do campeonato nacional, o Glorioso só se livrou do rebaixamento na última rodada, quando derrotou o Palmeiras por 1 a 0, no Engenhão, e viu Coritiba e Fluminense empatarem em 1 a 1 no Couto Pereira.

Antes do ano acabar, uma nova polêmica. O atacante Jobson, destaque nos últimos jogos, foi flagrado no exame antidoping por uso de cocaína. O jogador pode ser banido em janeiro, quando sairá o resultado de um novo exame antidoping.