Web Rádio Show Francisco no 24 Horas no Ar

Ao Vivo Web Rádio Show Francisco

OUÇA TAMBÉM NO SEU FACEBOOK

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Chuva forte provoca mortes, alagamentos e transtornos no Rio

Rio - As chuvas fortes e constante que atingem a cidade e a Baixada Fluminense deixaram pelo menos doze mortos - entre elas quatro crianças -  desde a noite de quarta-feira. Outras cinco ficaram feridas após deslizamentos de terra. Nos últimos quatro dias, subiu para onze o número de mortos e seis feridos em consequência dos temporais. Uma pedra gigantesca rolou na entrada do Túnel Noel Rosa, sentido Vila Isabel, e deixou o trânsito em meia pista.

Na Praça Seca, em Jacarepaguá, os irmãos Elisangela e Isabela Ribeiro da Silva, de 22 e 19 anos, e João Pedro Marinho, 2, e o pai do menino idenficado como Vladimir Marinho, 42, foram soterrados na Travessa Antonina, no Morro São Sebastião. A mãe, Eliza Marinho da Silva, 38 anos, foi resgatada com vida, mas morreu a caminho do hospital. Bombeiros de três quartéis levaram quatro horas e meia para resgatar a mulher dos escombros.

"Tivemos que usar colheres de pedreiro para cavar devido ao risco de novo desabamento. A cada punhado de terra removido éramos obrigados a escorar o pedaço de concreto que estava sobre a vítima", explicou o coronel Sérgio Simões, subsecretário municipal de Defesa Civil.

"Os moradores ajudaram o nosso trabalho, desviando o curso da água que minava em direção aos escombros", completou Américo Luiz Rodrigues, comandante do quartel de Campinho.

Em Vaz Lobo, Rua do Terço, esquina com Rua Várzea, Cassiane Guedes da Silva, 10 anos, morreu e outra ainda não identificada ficou de ferida. Fabrício Gonçalves Linhares, 30 anos, e Bruna Luzia de Oliveira Bala, 26 anos, também morreram vítimas de outro desabamento na Rua Bezerra de Menezes, também em Vaz Lobo.

Bombeiros resgatam homem e criança em Quintino

No Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, o menino David Luciano da Silva, de 5 anos morreu soterrado, em deslizamento de terra na Rua Prainha, 44. O deslizamento aconteceu por volta das duas horas dessa quinta feira. Os pais dele foram retirados com vida.

Em Quintino, um casal e uma criança foram soterrados na Rua Lancastre, altura do número 304. Cerca de 30 bombeiros ainda trabalham no resgate. O marido Mário Jorge e a filha, Mariana, de 3 anos, foram regatados com vida. A mãe, identificada apenas como Diana, ainda está sob os escombros e estaria morta.

Na noite de quarta-feira, Jéssica Souza Martins foi soterrada em casa após queda de barreira em Magé. Sua prima, Ana Carolina Santos Silva, 9 anos, ficou gravemente ferida. Ela foi levada para o Hospital de Fragoso, no município. As meninas estavam em imóvel que foi soterrado na Rua Roberto Silveira, bairro Limeira, distrito de Piabetá. Uma idosa que também estava lá foi salva por vizinhos.

Próximo dali, na Rua Recife, Joaquim Pereira, 50 anos, morreu afogado, após cair em um bueiro. Outros bairros da região também tiveram deslizamento de barreiras e muitas ruas de Fragoso e Campos Elíseos ficaram alagadas. Dezenas de famílias ficaram desalojadas. O Corpo de Bombeiros de Magé pediu a militares de folga que ajudassem nas buscas e socorro aos feridos.

Baixada Fluminense volta a sofrer com alagamentos

A Baixada está com sérios problemas de alagamentos, em alguns lugares em níveis piores do que a última enchente. Em Duque de Caxias, os bairros mais atingidos são Pilar, Jardim Primavera e Gramacho. Os municípios de Belford Roxo e São João de Meriti estão com acessos prejudicados.

As águas dos rio Colombé e Saraupí, que cortam o município de Duque de Caxias, inundaram ruas e casas que margeiam o curso. Os bairros de Figueira, Pilar, Chácara de Petrópolis e Pantanal, estão quase todos alagados. O rio Colombé nasce em Xerém, corta o município até desaguar na Baía da Guanabara.

Ruas e casas em Nova Iguaçu também estão alagadas. A Defesa Civil do município já recebeu pedidos de ajuda para o Jardim Laranjeira e Cabuçu. Não se tem notícias, até agora, de desabamentos, deslizamentos ou feridos no município.

A rodovia Rio-Santos tem vários pontos com deslizamento de barreiras. Já na Rio-Petrópolis foi registrado um deslilzamento de terra na chegada em Petrópolis, na Região Serrana. A Rio-Teresópolis está fechada desde o final da madrugada.

Criança morreu afogada na segunda-feira


O menino Matheus Martins, 9 anos, morreu vítima de afogamento na Rua Clarimundo de Melo, em Piedade, na Zona Norte, devido as chuvas que atingiram a cidade na segunda-feira. O garoto brincava com outras crianças nas águas, por volta das 18h, e, ao passar um ônibus, foi arrastado por uma onda que se formou para dentro de um bueiro. Motoristas que estavam retidos no alagamento tentaram em vão salvar a criança. Um outro menino, também arrastado pelas águas, foi salvo. Os bombeiros chegaram logo depois da tragédia e constataram o óbito no local.