Web Rádio Show Francisco no 24 Horas no Ar

Ao Vivo Web Rádio Show Francisco

OUÇA TAMBÉM NO SEU FACEBOOK

sábado, 16 de dezembro de 2017

Prefeitura de SFI forma 170 alunos em diversos cursos e possibilita geração de renda extra


Após sete meses de dedicação, 170 alunos foram formados em sete cursos distintos oferecidos gratuitamente pela Geração de Trabalho e Renda (GTR)
da Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Humano de São Francisco de Itabapoana (SFI). A solenidade foi realizada na noite desta quinta-feira (14), no Salão Ana Festas, e contou com a presença da prefeita Francimara Barbosa Lemos, além do secretário e o subsecretário da pasta, respectivamente Fagner Azeredo e Ezaque Salvador; padre Lucas Mendes, entre outros.

“Agradeço a Deus por estar aqui neste momento de muita alegria. Dou os parabéns aos formandos por esta importante vitória; ao secretário Fagner, ao subsecretário Ezaque, enfim, a todos da secretaria, em especial do GTR, por mais um evento de sucesso. Em 2018, através de parceria, teremos muito mais cursos a oferecer aos munícipes, já que desejamos criar oportunidades a fim de que vocês olhem para frente e tenham orgulho de ter nascido aqui, onde conquistaram uma profissão. Peço com humildade que me ajudem a governar o município e a fazer a diferença, deixando a marca do povo”, declarou a prefeita Francimara.

Os cursos oferecidos foram arte em concha, artesanato com palha de taboa, biscuit, bordado livre, cabeleireiro, capitonê e costura. Eles foram aplicados na antiga sede do Programa Curumim, no Centro da cidade; nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) da área central do município e da Ilha dos Mineiros; na Cozinha Escola, em Brejo Grande, e em Barra do Itabapoana e Manguinhos, em espaços cedidos. Parte dos trabalhos confeccionados pelos alunos foi exposta durante a formatura, que iniciou com a execução do Hino Nacional e prosseguiu com as falas das autoridades. O evento terminou com o oferecimento de janta e música “ao vivo” com Edivane Santos e Banda.


Segundo a subcoordenadora do GTR, Anissandra Areias, as aulas aconteciam de segunda a sexta-feira, entre 13h e 17h. “O Executivo municipal cedia todo o material para os seis professores e os alunos, com materiais particulares, confeccionavam seus próprios produtos que já poderiam ser vendidos. Estamos muito orgulhosos de todos os formandos”, disse.

Ela contou ainda que o projeto para o ano que vem está sendo montado levando em consideração, inclusive, a procura de alguns cursos por parte da população na Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Humano. Anissandra informou que a expectativa do órgão é disponibilizar 15 tipos de formação.

Para a coordenadora do GTR, Marilene Abreu, o objetivo de fornecer opções de trabalho à população foi alcançado. “Eu percebi que as expectativas dos alunos foram atingidas e muitos se interessaram em fazer mais”, observou. Ela considera que com o conhecimento adquirido e um baixo investimento, os são franciscanos conseguem obter um lucro considerável.

O secretário municipal de Trabalho e Desenvolvimento Humano, Fagner Azeredo, parabenizou os 170 formandos, agradeceu a todos os envolvidos na organização do evento e salientou o empenho da prefeita Francimara. “Sem a vontade dela, nada disso estaria acontecendo”, afirmou.

Formandos destacam a oportunidade

Ana Glória Carvalho Ribeiro, que se formou nos cursos de biscuit e arte em concha, destacou a importância da capacitação. “Estou muito feliz e agradecida, primeiramente a Deus, depois à prefeita Francimara e ao secretário Fagner pela oportunidade de participar dos cursos ofertados pelo GTR, que nos preparam e permitem o aumento da renda familiar, já que mesmo sendo aposentada, com a crise passamos por dificuldades e o curso nos deu a chance de obter um dinheiro extra”, ressaltou.

Já Rafael Peixoto Ribeiro, formado em capitonê, revelou ter realizado um sonho. “Conquistei um curso que sempre sonhei em fazer. Eu não tinha uma profissão, mas hoje posso afirmar que tenho e graças à sensibilidade da prefeita Francimara e do secretário Fagner. Através da venda do artesanato que produzo posso complementar minha renda, já que tenho clientes fixos, que me indicam para novos clientes”, disse animado.

Ascom SFI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VOCÊ PODE FICAR À VONTADE PARA COMENTAR A MATÉRIA! ENVIE SUA CRÍTICA,MAS TAMBÉM ENVIE-NOS SUA OPINIÃO, DE COMO VOCÊ ESTÁ VENDO E APRECIANDO ESTE TRABALHO,SÓ LHE PEDIMOS UM FAVOR,SE IDENTIFIQUE,GRATO.