Web Rádio Show Francisco no 24 Horas no Ar

Ao Vivo Web Rádio Show Francisco

OUÇA TAMBÉM NO SEU FACEBOOK

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Detento que estava doente não resiste e morre no HGG; família fala ao C24H

Após dias de atendimento, foi socorrido, mas dessa vez não resistiu

Morreu nesta segunda-feira (13), o detento do Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, que segundo familiares, se encontrava muito debilitado. Ele chegou a ser atendido no último sábado (11) e liberado.

J.C.A.M., de 34 anos, estava com uma tomografia agendada para esta semana, mas ontem, foi solicitado um novo pedido de emergência, sendo levado para o Hospital Geral de Guarus (HGG), onde não resistiu e morreu.

NOTA DA SEAP

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informa que um interno do Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos, passou por atendimentos hospitalares na UPA de Guarus, sendo medicado e liberado. No último sábado, 11 de agosto, o interno foi encaminhado novamente para uma emergência médica, sendo também liberado.

Informamos ainda que ontem, 13 de agosto, após novo pedido de emergência, o interno foi encaminhado ao Hospital Geral de Guarus, porém não resistiu, chegando a óbito. Ressaltamos que havia uma tomografia marcada para esta semana.

A Seap ressalta que aguarda o laudo de exame cadavérico do Instituto Médico Legal (IML) com a determinação da causa mortis. Além disso, foi aberto procedimento padrão na unidade prisional para registro do caso.

O CASO

Familiares de um detento do Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos, denunciam a falta de atendimento e relatam o descaso com o preso J.C.A.M, de 34 anos, que se encontra na unidade prisional em estado muito delicado, debilitado.

A irmã do detento, J.M, procurou o Campos 24 Horas e relatou que João está há pelo menos duas semanas vomitando, sem andar e sem comer. "Ele não anda, não come e fica vomitando. Chegou a ser socorrido uma única vez e levado para uma unidade de saúde e após ser medicado foi liberado, retornando para o presídio, mas os sintomas voltaram depois novamente", disse ela.

Ainda segundo a família, uma assistente social foi procurada por eles e foi feito um relatório, mas ainda não houve resposta. João foi preso há aproximadamente um mês e tem uma bala alojada em um dos ouvidos.

O Campos 24 Horas entrou em contato com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária - SEAP e por meio de nota informou que "o referido já passou por atendimento médico na unidade prisional e será encaminhado hoje (11) para Hospital Ferreira Machado, e que já há uma tomografia marcada na próxima semana".
Campos 24 Horas/Show Francisco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VOCÊ PODE FICAR À VONTADE PARA COMENTAR A MATÉRIA! ENVIE SUA CRÍTICA,MAS TAMBÉM ENVIE-NOS SUA OPINIÃO, DE COMO VOCÊ ESTÁ VENDO E APRECIANDO ESTE TRABALHO,SÓ LHE PEDIMOS UM FAVOR,SE IDENTIFIQUE,GRATO.