Web Rádio Show Francisco no 24 Horas no Ar

terça-feira, 31 de março de 2015

Crise: Prefeitura de Quissamã vai funcionar somente das 7h às 13h

A Prefeitura de Quissamã apresentou novas medidas administrativas visando manter o equilíbrio econômico do município em virtude da queda na arrecadação.

A partir desta quarta-feira, 1º de abril, o expediente da sede administrativa da prefeitura passa a ser das 7h às 13h de segunda a sexta-feira. O novo horário não inclui as unidades de saúde, segurança e educação que continuam funcionando normalmente.

Também ficam suspensas em caráter temporário, a realização de horas extras e concessão de adiantamento de remuneração. As medidas fazem parte do pacote econômico adotado pelo poder público, de acordo com Decreto Nº 1993/2015, de 27/03.

O secretário de Administração, Robson Roberto, explicou que o decreto tem validade de 180 dias e poderá ser prorrogado, caso seja necessária a manutenção das medidas, como também poderá ser revogado caso a arrecadação apresente recuperação. “São medidas necessárias diante do cenário atual, resguardando o interesse público”, salientou.

Em fevereiro o Executivo já havia anunciado cortes de 10% no salário do próprio prefeito, do vice-prefeito, secretários, cargos comissionados e funções gratificadas, redução de 20% dos contratos indiretos da administração pública e bloqueio de 30% nas despesas com fonte de royalties no orçamento, assim como, a liberação do orçamento por quotas trimestrais para os órgãos da prefeitura.

Repasse dos royalties do mês de março foi 28,25% menor do que o de fevereiro

O valor dos royalties referentes ao mês de março em Quissamã registrou a maior queda entre os municípios da região, com um repasse de R$ 3.481.630,35, Em relação ao mês anterior, a queda foi de 28,25%. Já, se comparada a dezembro de 2014, foi contabilizada uma redução de 50,18% no trimestre.

A Secretária de Fazenda, Carmen Lúcia Gomes, informou que o município perdeu em dois meses receita na ordem de R$5.298.584,51 no recebimento de ICMS, IPI e royalties, sendo que, só ICMS/IPI as perdas podem chegar a R$18 milhões ao ano, considerando o primeiro bimestre de 2015.
 
Campos 24 horas/Show Francisco
 Foto: Divulgação



Padre afastado poderá voltar a celebrar missa


O padre de Natividade, Norte Fluminense, que foi afastado após aparecer nu em fotos divulgadas em Miracema, sua antiga paróquia, poderá voltar a exercer suas funções caso não haja mais denúncias contra ele. É o que afirma o Bispo de Campos, Dom Roberto Francisco Ferrería Paz.

Na última semana, o padre que estava à frente da Igreja Santo Antônio, também conhecida como Igreja Matriz, em Miracema, e havia sido transferido para Natividade, apareceu envolvido em uma polêmica, deixando a população local chocada. O padre teria trocado fotos eróticas com uma mulher e a mesma, por vingança, espalhado as imagens em redes sociais.

O padre confessou o "crime", forma como o Bispo Dom Roberto classifica o ato cometido pelo pároco, que faltou com suas funções sacerdotais como reza o sexto mandamento.

"O padre perdeu o uso da ordem e não poderá exercer o ministério durante o um ano, mas isso não quer dizer que ele tenha sido excomungado ou expulso da igreja. Ele está um ano afastado e, se dentro deste prazo, ele demonstrando arrependimento e se não houver novas denúncias, ele poderá voltar a celebrar uma missa", explica Dom Roberto.

Ele explica que não existe uma sindicância aberta, uma vez que houve o fato (divulgação das fotos) já apurado e a confissão do padre e, a partir disso, a sanção já foi aplicada.


O Diário/Show Francisco



Macaé e Cabo Frio: prefeituras e empreiteiras demitem quase 10 mil


Em Cabo Frio, até ocupantes de cargos do primeiro escalão foram exonerados

Foto: Divulgação
Em virtude da crise instalada na Petrobras após a Operação Laja Jato e a queda do preço do barril do petróleo, Macaé e Cabo Frio vivem uma onda de demissões nas empresas que prestam serviços à Petrobras e nas prefeituras. Em Macaé, as demissões refletem no salto do número de ações trabalhistas abertas na cidade, que triplicou neste ano. Foram registrados 14 mil novos processos de março de 2014 a março deste ano, ante 4.800 em 2013. Somente nos últimos dois meses, 5 mil pessoas foram demitidas, entre elas torristas, plataformistas e soldadores, que atuavam em navios-plataforma.

Em Cabo Frio, a situação também preocupa. O prefeito Alair Corre anunciou nesta manhã a demissão de cerca de 4 mil contratados e comissionados da prefeitura, entre eles ocupantes de cargos do primeiro escalão, além da suspensão de contratos de prestação de serviços. A cidade é uma das que perdeu receita com a diminuição do repasse dos royalties do petróleo.

Macaé -
Com a crise que atinge a Petrobras, de 12 navios-plataforma apenas seis estão operando. Cerca de 63% dos empregos formais em Macaé são ligados à indústria do petróleo. As dispensas decorrentes da crise na estatal atingem de operários a executivos. A política de revisão de contratos da Petrobras, iniciada em 2013 e ampliada em março após a Operação Lava Jato, acentuou o desaquecimento do setor.

Somente a Engenharia Lesa, uma das investigadas na Lava Jato, fechou e dispensou quase todos os 2.000 funcionários. Outra empresa, a MPE, empresa de montagem de equipamentos, que demitiu 2.600 empregados.

Procurada, a MPE confirmou dificuldades financeiras, sem se posicionar sobre as acusações trabalhistas.

DIRETOR

A Dolphin Drilling do Brasil, do grupo norueguês Fred Olsen Energy, fechará em janeiro seu escritório em Macaé após a Petrobras ter adiado por cinco vezes a assinatura de contrato obtido em licitação.

A empresa tinha duas sondas de perfuração na bacia de Campos, que, depois de ficarem sem serviço, foram deslocadas para o exterior.

“Eu não podia mais esperar, e a empresa decidiu garantir um negócio fora do país”, afirma o diretor-geral da Dolphin no país, Francisco Siestrup, 55, que será dispensado em janeiro.

A empresa, que tinha 300 funcionários, sendo 40 estrangeiros, demitiu quase todos. Quatro pessoas trabalham no encerramento da companhia na cidade.

O vice-presidente de Marketing da IADC (Associação Internacional de Empresas de Perfuração, em inglês), o inglês Barrie Lloyd-Jones, diz que o humor das empresas com o país foi abalado.

“Existe uma sombra muito grande de mensalão’, Lava Jato, petrolão’. As empresas estrangeiras estão considerando se este é o melhor momento para investir no setor do país. O mundo não é só Brasil e há outros locais com potencial, como México, Moçambique, Tanzânia”, diz.

A cada sonda que deixa o país, afirma Lloyd-Jones, pelo menos 340 empregos são perdidos. Ele conta, por exemplo, que a TransOcean tinha dez sondas de perfuração no país há dois anos e hoje está com cinco. A Brasdrill, que tinha 17, está com nove. A Noble, que chegou a ter nove sondas, opera apenas uma na bacia de Campos.

A redução da atividade da Petrobras se estendeu por toda a cadeia e atinge até gigantes mundiais do setor, como Schlumberger, Baker and Hughes e Halliburton, empresas prestadoras de serviços especializados para plataformas.

Esse setor dispensou cerca de 10 mil pessoas em 12 meses, segundo estimativas do secretário-executivo da Abespetro (Associação Brasileira das Empresas de Serviço de Petróleo), Gilson Coelho.

O coordenador da Firjan no Norte Fluminense, Marcelo Reid, diz que, historicamente, entre 60% e 70% dos demitidos se reinserem na indústria. O percentual, afirma, pode ter diminuído nos últimos meses.

Campos24 horas/Show Francisco



Jovem de 25 anos baleado na cabeça nesta tarde


 Foto: Filipe Lemos/Campos 24 Horas

Um jovem de 25 anos, identificado pelas iniciais L.C.S.C. sofreu uma tentativa de homicídio na tarde desta terça-feira (31) por volta das 15h, na Avenida Beira Lago, no Parque Guarus, em Campos.

De acordo com informações da polícia, L. estava sentado em uma pedra na rua na companhia de um amigo, que não foi identificado, quando dois homens passaram em uma moto e efetuaram vários disparos.

A vítima foi baleada na cabeça e socorrida pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Ferreira Machado (HFM). O amigo de L. não foi atingido. A assessoria da unidade hospitalar ainda não divulgou o estado de saúde da vítima.

Policiais militares fizeram buscas nas proximidades, mas ninguém foi preso. A polícia investiga motivação e autoria do crime.

O caso está sendo investigado na 146ª DP/Guarus, onde a ocorrência foi registrada.
Campos24horas/Show Francisco



Venda de pescado aumenta 10% durante semana santa

Movimento começou a aumentar; preços mais altos com relação ao período do ano passado

A procura pelo tradicional peixe da Semana Santa já começou a movimentar a peixaria do Mercado Municipal de Campos. Apesar da alta de preços, a expectativa dos donos de banca é a de um aumento de 10% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado.

O peixeiro Jorge da Silva, 57 anos, acredita que o consumo vai dobrar a partir de amanhã. "É um período em que vendemos bastante", disse ele, destacando que a tilápia é o peixe mais vendido nessa época. O pescado, que era vendido por R$ 10 o quilo, está custando agora R$ 12. Outro peixe que teve o preço reajustado foi o filé de cação, que subiu de R$ 30 para R$ 35 o quilo. O quilo do salmão sai por R$ 38 e o da corvina, R$ 8. Já o sairú é encontrado por R$ 6.

O aposentado Geraldo Pereira dos Santos, 67 anos, esteve nesta segunda-feira na peixaria para pesquisar os preços. Após circular por algumas bancas, ele decidiu comprar corvina e sairú. "Todo ano é peixe a semana inteira lá em casa nesse período", disse ele. Glicério Azevedo, 84 anos, foi à procura de robalo. Como não encontrou o pescado na primeira banca que esteve, ficou de voltar depois.

Outra opção - Começa nesta quarta (1º ) em Campos mais uma edição da Feira do Peixe, em frente ao Parque Alzira Vargas. O evento acontece até a sexta-feira da Paixão (3) e oferece preços mais baixos dos pescados. A realização é da Secretaria de Pesca e Aquicultura.


O Diário/Show Francisco
Isaías Fernandes


NESTE PRÓXIMO SÁBADO EM SÃO FRANCISCO DE ITABAPOANA RJ

IFF: vagas para proc. seletivo em diversas áreas

O processo seletivo visa ao preenchimento de 22 vagas para o curso de Mestrado em Engenharia Ambiental, na modalidade Profissional e na área de Sustentabilidade Regional. O curso é estruturado em duas linhas de pesquisa:Avaliação, Gestão e Conservação Ambiental e Desenvolvimento, Sustentabilidade e Inovação.

Para concorrer às vagas, o candidato deve ter diploma de graduação de cursos reconhecidos pelo MEC, além de ter interesse em incorporar e/ou aprofundar a dimensão ambiental em sua formação, com vistas à aplicação de tais conhecimentos na solução prática de problemas ambientais, preferencialmente, os já inseridos no mundo do trabalho. As inscrições serão realizadas de 02 abril a 04 de maio, exclusivamente pela internet, no site.

Vagas de estágio em diversas áreas

São oferecidas 40 vagas para estagiários de Nível Superior e Médio/Técnico para atuação em diversas áreas na reitoria do IFFluminense, na Unidade de Pesquisa e Extensão Agroambiental (Upea) e no campus Avançado São João da Barra.

As inscrições deverão ser realizadas entre os dias 27 de março e 15 de abril de 2015, no Protocolo da Reitoria ou no campus para o qual o candidato deseja se inscrever, entre 09h e 19h, conforme orientações do EDITAL nº 42/2015.

O processo seletivo acontecerá da seguinte forma: 1ª etapa: a) Eliminatória: Análise da documentação solicitada; 2.ª etapa: a) Classificatória: Avaliação do Curriculum Vitae; b) Classificatória: Entrevista individual com os candidatos selecionados na 1.ª etapa.

O estagiário de nível superior receberá bolsa de estágio no valor de R$520,00 (quinhentos e vinte reais), equivalentes à carga horária de trinta horas semanais ou de 2 R$364,00 (trezentos e sessenta e quatro reais), equivalentes à carga horária de vinte horas semanais.

O estágio terá duração de um semestre, podendo ser prorrogado por mais três períodos até o limite de dois anos, de acordo com o interesse do concedente do estágio, desde que o estudante esteja devidamente matriculado e com frequência regular.


Campos 24 Horas/Show Francisco 
Foto: Divulgação



NUNCA PERCA AS OPORTUNIDADES DA VIDA!




ALERJ VAI INTERMEDIAR ENCONTRO ENTRE PREFEITOS E CÂMARA FEDERAL


A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) vai intermediar um encontro entre os prefeitos dos municípios produtores de petróleo, fortemente afetados pela queda no repasse de royalties, e a Câmara Federal, para buscar soluções para a crise. A proposta foi feita pelo presidente da Alerj, Jorge Picciani (PMDB), em reunião com os prefeitos, nesta segunda-feira (30/03).

Foram apresentadas, no encontro, propostas de antecipação do repasse dos royalties relativos aos próximos dois anos, e de alterações na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) para que a queda brusca nas receitas não gere problemas judiciais aos municípios. Como as questões são de esfera federal, Picciani propôs que os pleitos sejam levados à Câmara, com o apoio institucional da Alerj. "Não me parece que haja ambiente para uma solução em relação aos royalties. Mas uma moratória na LRF, como já aconteceu em relação ao Governo Federal no fim do ano passado, pode ser viável", argumentou.

Presidente eleito da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro) e prefeito de Macaé, Dr. Aluízio (PV) se comprometeu a apresentar à Alerj nesta quarta (01/04), documento com a situação econômica da região e as propostas defendidas. Por sugestão de Picciani, o texto será submetido aos parlamentares, para que eles também assinem o texto da Ompetro.

Segundo Aluízio, as cidades produtoras de petróleo tiveram quedas nas receitas que chegam a 50%. "A crise não reduz só a arrecadação de royalties. Essas cidades dependem da economia do petróleo, por isso todos os empregos acabam afetados. O desemprego começa nos gabinetes dos diretores das empresas e vai até a padaria do último bairro do município", explicou.

Cortes no orçamento

Prefeito de Rio das Ostras, Alcebíades Sabino (PSC) afirmou que os pagamentos a fornecedores já estão atrasados há quatro meses. "Cortamos gastos, extinguimos cinco secretarias. Ainda assim, mantidas as circunstâncias atuais, não vamos conseguir cumprir os mínimos constitucionais para educação e saúde", explicou. Já na cidade vizinha de Búzios, a queda na receita foi de 30%. "Estamos trabalhando para evitar uma demissão em massa, que pode prejudicar os serviços prestados à população", relatou o prefeito André Granado (PSC).

Também participaram da reunião s prefeitos de Cabo Frio, Alair Corrêa; Arraial do Cabo, Wanderson Cardoso; Casimiro de Abreu, Antonio Marcos, e os deputados Luiz Paulo (PSDB), Domingos Brazão (PMDB), Geraldo Pudim (PR), Jânio Mendes (PDT) e André Lazaroni (PMDB). Na próxima quarta-feira (01/04), será a vez dos municípios do Noroeste fluminense se reunirem com o presidente da Alerj para mostrar os efeitos da crise na região. 

Fonte: Alerj/Show Francisco




Policiais militares apreende drogas e material de jogo do bicho em São Francisco de Itabapoana RJ

Policiais militares apreenderam drogas e material de jogo do bicho nessa segunda-feira (31/03) em pontos distintos de São Francisco do Itabapoana.

Por volta das 16h, os militares abordaram D.S.G., de 40 anos, na Estrada da Faxina. O suspeito pilotava uma motocicleta e já era conhecido da polícia como apontador de jogo do bicho.

Em revista, os policiais encontraram 20 talões e 13 bobinas de máquina de jogo do bicho. O homem e o material apreendido foram encaminhados à 147ª Delegacia Legal de São Francisco.

Mais tarde, por volta das 19h, policiais estavam em patrulhamento na Ilha de Mineiros, em Guaxindiba, quando avistaram três homens em atitude suspeita.

Após abordagem os agentes encontraram 23 gramas de cocaína dentro de uma garrafa de plástico próxima aos suspeitos.

As drogas foram encaminhadas à 147ª DP de São Francisco, onde ambos os casos foram registrados.

Show Francisco

Foto: Divulgação



São Francisco decreta situação de emergência por causa da seca

Ururau

Animais mortos devido à seca que causa prejuízos também na agricultura, com perdas em inúmeras culturas típicas da região

Por todo o município a prefeitura está realizando obras de emergência para socorrer os produtores rurais


O prefeito de São Francisco de Itabapoana (SFI), Dr. Pedrinho Cherene, decretou situação de emergência no município em função dos prejuízos causados pela seca. Durante reunião com os produtores rurais na última sexta-feira (27), ele ressaltou que foi elaborado um extenso relatório das perdas pela Secretaria de Agricultura e Pesca. "Mesmo com as nossas limitações financeiras, do ano passado até agora, já investimos mais de R$ 4 milhões na agricultura. Vamos continuar unindo esforços para ajudar a população a superar esse período de seca", ressaltou.

Participaram da reunião o deputado federal Paulo Feijó e o deputado estadual Bruno Dauaire. Eles se comprometeram a ajudar o município, acionando os governos federal e estadual. Uma cópia do relatório também foi entregue ao secretário estadual de Agricultura e deputado, Christino Áureo, durante visita ao município na semana passada.

Segundo o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de SFI, Junior Terra, o prejuízo no município chega a R$ 150 milhões. Ele disse que o Ministério da Integração Nacional tem 21 dias úteis para acatar ou não o decreto da prefeitura.

Só com a produção de leite, a perda em 2014 foi de R$ 9 milhões. Cerca de 2 mil animais morreram, com prejuízo total de R$ 4 milhões. As perdas com a cana de açúcar e aipim, somadas, ultrapassaram a R$ 15 milhões. Já a produção de abacaxi teve queda de 15%.

Show Francisco