Web Rádio Show Francisco no 24 Horas no Ar

Ao Vivo Web Rádio Show Francisco

OUÇA TAMBÉM NO SEU FACEBOOK

quinta-feira, 31 de maio de 2018

ARMAZÉM DO CHOPP NO CENTRO DE SÃO FRANCISCO DE ITABAPOANA, APRESENTA NESTE FIM DE SEMANA.





Alunos da rede municipal de Campos devem retornar as aulas na segunda-feira

A Secretaria de Educação informou que a reposição das aulas ocorrerá em calendário especial


Secretaria de Educação de Campos (Foto: Secom)

Na próxima segunda-feira (4) há previsão de retorno das aulas na rede municipal de ensino. As atividades nas unidades ficaram suspensas por três dias, devido ao desabastecimento de combustível provocado pela paralisação nacional dos caminhoneiros, que refletiu no transporte público regular e escolar, impossibilitando deslocamento de servidores e alunos. Na semana anterior, algumas escolas e creches, onde o abastecimento de água é feito por caminhão pipa, ficaram sem aulas. De acordo com a empresa Águas do Paraíba, o abastecimento também será normalizado a partir de segunda-feira (4).

“Retornaremos as aulas para que não haja prejuízo aos estudantes e ao calendário letivo, mas continuaremos monitorando a situação, pois dependemos da normalização do abastecimento de combustível e alimentos no município”, destacou o secretário de Educação, Cultura e Esporte, Brand Arenari.

Alguns alimentos que compõem a merenda escolar como leite, biscoito, legumes, frutas e hortaliças estão em falta desde o início da paralisação, mas serão substituídos provisoriamente por outros itens. A secretaria municipal de Educação, Cultura e Esporte (Smece) informou que a reposição das aulas ocorrerá em calendário especial.
Terceira Via

Jovem é assassinado durante partida de futebol em campo de Guarus

Vítima de 18 anos foi atingida por diversos tiros e morreu ainda no local


Corpo ficou no local até a chegada do Corpo de Bombeiros (Foto: Silvana Rust)

Um jovem foi assassinado na manhã desta quinta-feira (31), quando assistia a um jogo de futebol na Rua Poeta Marinho, em um local conhecido como campo do Grêmio, no bairro Custodópolis, em Guarus.

Segundo informações da Polícia Militar, a vítima Hebert da Silva Torres, de 18 anos, estava sentada assistindo ao jogo, quando dois suspeitos entraram no campo e um deles efetuou os disparos.

No local, não foi possível saber a autoria do crime a motivação. O corpo foi removido e levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Campos. Com o crime, a partida de futebol foi cancelada.

O homicídio foi registrado na 146ª Delegacia Legal de Guarus para investigação.

Petroleiros param produção de seis plataformas no Rio, diz sindicato

Balanço da adesão na Bacia de Campos inclui 15 unidades operando com o contingente mínimo


(Foto: Reprodução)

O Sindicato dos Petroleiros no Norte Fluminense (Sindipetro-NF) atualizou o quadro de adesão na Bacia de Campos à greve de 72 horas da categoria. O balanço divulgado na parte da tarde mostra que 25 plataformas participam do movimento de paralisação de um total de 51 plataformas, mas apenas seis estão com a produção paralisada, enquanto quatro já estavam em fase de manutenção, fora da linha de produção.

Entre as 25 plataformas mobilizadas, 15 foram entregues em operação ao contingente mínimo da Petrobras, outras sete foram entregues paradas, sendo que quatro estão em manutenção e três em razão da equipe de contingência da companhia não ter como operar as plataformas. As outras três tiveram adesão porque as equipes de petroleiros programadas para assumir as plataformas nesta quarta (30), decidiram não embarcar nos helicópteros que as levariam para alto-mar no norte fluminense.

De acordo com o sindicato, a greve de 72 horas tem um caráter de advertência. A categoria já aprovou para o dia 12 de junho, uma nova assembleia para avaliar se os petroleiros entrarão em greve por tempo indeterminado.

A categoria reivindica a redução dos preços do gás de cozinha e dos combustíveis, a manutenção dos empregos e retomada da produção interna de combustíveis, além do fim da importação da gasolina e outros derivados de petróleo, e o término das privatizações de subsidiárias da companhia e do desmonte do Sistema Petrobras.

Fonte: Agência Brasil

Caminho da Fé

Celebração de Corpus Christi reúne fiéis na confecção dos tradicionais tapetes
CAMPOS POR ROBERTA BARCELOS

Pouca gente sabe, mas a tradição da produção dos tapetes de Corpus Christi começou na Baixada Campista, em Goitacazes. Na década de 70, o material usado era o bagaço da cana, vindo das Usinas São José e Paraíso de Tocos e também o pó de serra. Para dar cor a matéria prima, era utilizado o xadrez em pó.

O bispo da época, Dom Carlos Navarro pediu ao grupo que realizava o trabalho para que os tapetes também fossem produzidos no Centro da cidade. E aí, começaram as demonstrações na Praça e nas ruas do Centro. Em outro período, Monsenhor Joaquim conseguiu trazer uma nova matéria-prima, o sal grosso, que vinha de Cabo Frio e chegava para a confecção dos tapetes através de caminhões do exército.

A produção dos tapetes foi iniciada por Cecília Martins, professora do município que era coordenadora de Ensino Religioso e ficou à frente através da Secretaria de Educação, até início do ano 2000. De lá pra cá, Maria José Manhães, mais conhecida como Deka, hoje coordenadora da Pastoral da Educação da Diocese, que já ajudava a Cecília na marcação de tapetes, assumiu o posto e há 18 anos realiza o trabalho anualmente. Mas Deka não está sozinha nessa missão que parece ser quase impossível. Ela tem a ajuda de outras duas servidoras do município, a Eliete Bragança, que também faz parte da Pastoral da Diocese de Campos e a Sissi Moll, que é gerente da educação infantil escola e creche, da Secretaria de Educação. Todas imbuídas no espírito de manter viva a chama da tradição católica que envolve milhares de pessoas no município, entre escolas, grupos de oração e paróquias.

“A gente faz os tapetes para Jesus. Nós acreditamos que ele está vivo! Isso nos motiva a abaixar, a ficar no sol quente na produção”, afirma Deka.

“Eu sou movida pelo Espírito Santo e a minha limitação física não me impede de nada. A cada ano são emoções diferentes e temos muito apoio dos nossos secretários do município”, lembra Eliete.

Em 2014 começaram os chamados circuitos de tapetes sustentáveis que determinaram os pontos estratégicos para a produção. Assim, as chamadas passarelas foram retiradas das esquinas, pois atrapalhavam o fluxo de carros nas avenidas. Agora o circuito que é determinado pela Diocese, segue até o colégio Eucarístico na Rua Formosa. A marcação dos desenhos no asfalto, ocorre na noite anterior e conta com o apoio da GCM (Guarda Civil Municipal) e do IMTT (Instituto Municipal de Trânsito e Transportes).


Participação das escolas e creches do município

As crianças da rede escolar do município, ao todo 14 unidades escolares, deram sua contribuição na comemora- ção de Corpus Christi, confeccionando peixes de diversos materiais que serão colocados nas passarelas que tem em média de 8 a 10 metros e serão confeccionadas de azul, representando as águas, onde ficarão os peixes. “A ideia esse ano foi ótima! As crianças soltaram a imaginação e, com auxílio das professoras, produziram lindos peixes que serão colocados sobre as passarelas que representarão o mar”, comemorou Sissi Moll, gerente da educação Infantil, escola e creche da Secretaria de Educação do município.

Corpus Christi 2018

De acordo com o Padre Wallas Maciel – Pároco da Paróquia do São Benedito e coordenador diocesano de Pastoral não existe um tema específico anualmente. Todos têm que fazer referência a eucaristia e este ano, o ano do laicato. “A ideia é salientar o amor e a devoção do Jesus eucarístico e também a procissão de fé que é a única oficial da igreja católica. Quando o Corpo de Cristo sai da igreja”, lembrou padre Wallas.

A procissão está marcada para às 16h, na quinta-feira, dia 31, com saída da Praça Tiradentes, onde ocorre a chamada 1ª benção, em seguida, a 2ª benção acontece em frente ao hospital Sociedade Portuguesa de Beneficência de Campos, fazendo referência aos enfermos e a 3ª benção no Colégio Eucarístico reverenciando a educação católica. A missa acontece após o fim da procissão, na sede da Catedral Diocesana de Campos.


Tradição Católica

O Corpus Christi é um feriado facultativo comemorado pela religião Católica. A data é celebrada anualmente 60 dias depois da Páscoa, sempre na quinta-feira seguinte ao Domingo da Santíssima Trindade (domingo seguinte ao Domingo de Pentecostes), normalmente com procissões em vias públicas. Corpus Christi é uma expressão do latim que significa “Corpo de Cristo”. O evento é uma das festas mais importantes para a Igreja, pois celebra o mistério da eucaristia, ou seja, o sacramento do sangue e corpo de Jesus Cristo.
Terceira Via

Geraldinho notificado por Diário Oficial

SUZY MONTEIRO 

A Câmara Municipal de Campos notificou nessa quarta-feira, através do Diário Oficial, o suplente de vereador Geraldinho de Santa Cruz (PSDB), que, desde abril, ocupava a cadeira de Ozéias (PSDB), sobre a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que o condenou à perda do mandato por envolvimento no “escandaloso esquema” de troca de votos por Cheque Cidadão na última eleição municipal, na qual Ozéias também já foi sentenciado. Ainda não foi batido o martelo sobre quem o substituirá. Pela ordem de suplência seria Paulo Arantes (PSDB), mas surgiu uma dúvida pelo fato do terceiro mais votado do partido ter obtido menos do que o chamado quociente eleitoral para assumir a cadeira. A tese é combatida por alguns juristas, mas está sendo estudada pela Procuradoria da Câmara.

De acordo com a notificação no Diário Oficial, Geraldinho tem três dias para apresentação de defesa. O tucano recebeu 1.379 votos na eleição de 2016.


Sessão - Educação, com suas necessidades de melhoria e até os R$ 40 milhões em material didático da Expoente no governo anterior, foi a temática dominante nos debates durante a sessão dessa quarta da Câmara. As discussões aconteceram durante a apresentação de uma indicação do vereador Cabo Alonsimar (PTC). Atualmente, apenas professores do primeiro ano de alfabetização recebem uma gratificação de 10%. Com a proposta de Alonsimar, aprovada por unanimidade, passam a receber, também, os do segundo e terceiro.
O vereador Silvinho Martins (PRP) chegou a ponderar que existia um risco de beneficiar uma categoria de professores e não as demais, o que também foi questionado por outros parlamentares como Thiago Godoy (PR) e José Carlos (DC). “Havia uma cadeia de situações que levou Campos aos últimos lugares do Ideb. Tivemos quatro anos de compras de material escolar de uma firma de Curitiba, a Expoente. Mesmo assim, Campos no último no Ideb”, destacou Zé Carlos.

Líder do governo, Fred Machado (PPS) disse que o erro vinha do outro governo, que preteriu os dois anos no Plano de Cargos do Magistério. Alonsimar pediu para que continuasse em pauta, levando em conta as constantes mudanças no Legislativo. “É uma indicação para que o prefeito Rafael Diniz possa utilizar quando achar melhor. Sei que este ano o orçamento já está fechado, mas ficará à disposição dele”.
Fmanha

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Bancos fecham no feriado e funcionam normalmente na sexta

Os carnês e as contas de consumo (como água, energia, telefone) vencidos no feriado poderão ser pagos sem acréscimo no dia seguinte

As agências bancárias funcionam normalmente na próxima sexta-feira (1º), após o feriado nacional de Corpus Christi amanhã (31).

No dia do feriado, a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) lembra que não haverá atendimento nas agências bancárias. A população poderá utilizar os canais alternativos de atendimento, como mobile (celular) e internet banking, caixas eletrônicos, banco por telefone e correspondentes.

Segundo a Febraban, os carnês e as contas de consumo (como água, energia, telefone) vencidos no feriado poderão ser pagos sem acréscimo no dia seguinte. Normalmente, os tributos já estão com as datas ajustadas ao calendário de feriados, sejam federais, estaduais ou municipais.

Os clientes também podem agendar os pagamentos das contas de consumo ou pagá-las (as que têm código de barras) nos caixas automáticos. Já os boletos bancários de clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser agendados ou pagos por meio do DDA (Débito Direto Autorizado)
Show Francisco

Petrobras aumenta preço da gasolina em 0,74% nas refinarias

A política de preços da estatal prevê reajustes dos combustíveis com maior frequência

Rio - A Petrobras voltou a aumentar o preço da gasolina, depois de cinco quedas consecutivas do valor do combustível. A partir desta quinta-feira (31), o preço nas refinarias subirá 0,74% e passará a ser de R$ 1,9671 por litro.

O diretor executivo da Petrobras, Nelson Luiz Silva, disse nesta quarta que a paralisação dos petroleiros por 72 horas não terá impactos na produção de combustível no país. "Estamos observando e trabalhando para evitar qualquer impacto na produção"”, disse a empresários, durante participação no Fórum de Investimentos Brasil 2018, na capital paulista.

Para Silva, a greve dos petroleiros tem caráter político. A categoria protesta contra a política de preços da Petrobras, a gestão da estatal e os valores cobrados no gás de cozinha e nos combustíveis.
Campos 24 Horas/Show Francisco

Mulher morre e três homens ficam feridos

Acidente envolveu uma S10 e um Hyundai iX35, dirigido por empresário de Campos; colisão em Ibitioca/BR-101


Uma mulher morreu e três homens ficaram feridos em um grave acidente na manhã desta quarta-feira (30), na altura do KM 82 da BR-101, em Ibitioca. A vítima fatal, uma mulher, estava em uma S10 junto com dois homens que ficam gravemente feridos. Já no Hyundai iX35 estava apenas o motorista, o empresário José Siqueira Matos, de 66 anos, que teve ferimentos leves. Ainda não há informações sobre as causas do acidente.

De acordo com informações policiais, o veículo S-10 com placa de Vila Velha, estava no sentido Campos-Rio e com o impacto da colisão, a mulher que estava no banco do carona, foi arremessada do carro. Já o iX25, com o empresário, dono da Campos D´Cor e placa de Campos, seguia do Rio para Campos.

Os feridos foram levados para o Hospital Ferreira Machado (HFM). O corpo da vítima fatal foi removido para o Instituto.
Campos 24 Horas/Show Francisco

Acidente deixa motociclista gravemente ferido próximo ao Shopping Estrada, em Campos


Um acidente deixou um motociclista gravemente ferido na tarde desta terça-feira (29), na BR-101, no trecho que liga Campos ao Rio de Janeiro, próximo à rodoviária Shopping Estrada, na entrada da cidade. O acidente ocorreu há poucos metros de onde a barreira com homens do exército está montada.

Segundo informações da Autopista Fluminense, o rapaz foi fazer uma manobra com a moto no momento em que foi surpreendido por um Corolla Branco e acabou batendo na lateral do veículo. Com a batida, o vidro do carro se quebrou, ferindo também o motorista do veículo.

Homens da Segunda Companhia de Infantaria do Exército, que estão atuando na rodovia para garantir o direito de ir e vir dos caminhoneiros que não aderiram a greve, prestaram os primeiros socorros as vitimas. Os dois foram levados para o Hospital Ferreira Machado em Campos por uma ambulância da Autopista. O estado de saúde dos feridos não foi divulgado pela unidade.
Noticia Urbana/Show Francisco

Ladrão passa mal e morre após tentar assaltar estudante com arma de brinquedo


Um ladrão, que não teve o nome divulgado pela polícia, morreu após passar mal ao tentar assaltar um estudante na manhã desta quarta-feira (3), próximo ao CIEP do Maringá, em Macaé.

Segundo informações da Polícia Militar, o criminoso abordou a vítima e pediu para que ele entregasse o celular. O estudante percebeu que a arma era de brinquedo e chamou algumas pessoas que estavam próximas ao local, que conseguiram capturar o bandido e amarrar as pernas do assaltante.

Ao chegar no local, os militares foram informados pela população de que o homem começou a passar mal e aparentava estar sob efeito de drogas. Os policiais tentaram reanimar o criminoso, mas não conseguiram.

O corpo do ladrão foi removido para o Instituto Médico Legal de Macaé. O crime será registrado pela Delegacia de Macaé, onde foi registrado.
Noticia Urbana/Show Francisco

Campos registra segundo dia de longas filas para abastecimento em postos de combustíveis

VERÔNICA NASCIMENTO E DORA PAULA PAES


Fila para abastecimento (Foto: Paulo Pinheiro)
Campos amanheceu nesta terça-feira (29), nono dia de paralisação dos caminhoneiros, já com filas em torno de postos de combustíveis, o que acabou gerando engarrafamentos em vários pontos da cidade. Desde essa segunda (28) motoristas tentam abastecer seus veículos, após a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Exército escoltarem a saída de caminhões da Cacomanga, na Tapera, para abastecer os postos do município. No km 75 da BR 101 (Campos-Rio), diminuiu o número de caminhoneiros concentrados, mas eles garantem que a greve continua, com protestos e chamamentos para adesão até por mais dois meses. A reivindicação imediata é baixar o preço do óleo diesel para R$ 3 e congelar o preço por um ano. Outro ponto de concentração do grupo, desde as 12h desta terça, é o acostamento, no sentido Niterói, do km 120, na localidade de Serrinha. O Exército mantém o monitoramento em dois pontos na BR 101 em Campos: no km 75 e no posto de combustível na altura da Tapera, onde caminhões estão estacionados desde o começo da paralisação.

— As pessoas estão correndo para abastecer seus carros, mas a luta dos caminhoneiros também é delas. Tem gente dando graças a Deus por colocar gasolina a R$ 5,29 o litro e esquecendo que o governo já liberou aumento para a gasolina e o etanol. O Brasil está praticamente parado, e o que pedimos é que o preço do diesel, que já chegou a R$ 3,30, baixe para R$ 3 e fique congelado por um ano. Se não chegarmos a um acordo e, por algum motivo, a paralisação acabar, já estamos organizando outra para seis meses depois — contou o caminhoneiro Márcio Oliveira.


Na avenida 28 de Março, as filas causaram diversos engarrafamentos durante o dia. Na rua dos Goitacazes, a fila dobrava o quarteirão para o posto, onde a gasolina comum acabou no início desta terça, restando apenas a aditivada e o etanol. Os veículos ocupavam as ruas paralelas e transversais ao posto.

— Vi pela internet que a gasolina está a R$ 5,18 e teve gente dizendo que o preço é um absurdo. Para quem já chegou a pagar R$ 5,99, está muito bom — comentou a cabeleireira Edilania Marvila, do Fundão, que aguardava, na rua José Rufino de Carvalho, já havia meia hora, para colocar gasolina na moto, sem saber que só teria opção pela aditivada.

Com a escassez, motoristas relataram que o preço da gasolina disparou em alguns postos. Na segunda-feira, algumas pessoas abasteceram com gasolina comum a R$ 5,09. Nesta terça, em um posto em Donana, o mesmo combustível está sendo vendido a R$ 5,29, para pagamento só a vista. O preço, segundo os consumidores, está variando de posto a posto. Algumas pessoas relatam preço de até R$ 8 reais pela gasolina comum.

Monitoramento em rodovia — O Exército continua a monitorar o km 75, em Ururaí, e o posto de combustível na Tapera. De acordo com o capitão Kurlan, a presença de militares da 2ª Companhia de Infantaria do Exército em Campos (antigo 56º BI) na Tapera é para garantir a sensação de segurança: “A paralisação é pacífica desde o começo, mas nossa presença gera tranquilidade e segurança de que o caminhoneiro que não quiser ficar retido poderá seguir viagem”, explicou.

— Muitos querem se aproveitar, mas os caminhoneiros não têm partido e nem somos baderneiros. Fazemos uma manifestação pacífica e gostaríamos da população junto com a gente, não para doar alimentos, mas para se manifestar e apoiar o movimento, que é para todos os brasileiros — declarou o mineiro Mário Antônio Cabral, caminhoneiro há 27 anos.

Lojistas — A Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL-RJ) e a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Campos pediram nesta terça-feira “prudência” e “senso de coletividade”. As instituições dizem que “reprovam qualquer iniciativa dos que queiram se aproveitar da preocupação dos brasileiros com o desabastecimento de itens perecíveis para aumentar o preço de produtos, em especial os de primeira necessidade". 

A CNDL, FCDL-RJ e a CDL Campos ressaltam que “apoiam o movimento promovido pelos caminhoneiros e todos os brasileiros sofrem com o excesso de tributos e isso deve ser um motivo de união”.

O governo recuou no nono dia da possibilidade de aumentar impostos para compensar o diesel mais barato. O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse que o governo “não pensa” em aumento de impostos, hipótese levantada pelo ministro da Fazenda, Eduardo Guardia. O governo ainda ressalta que não há dinheiro para baratear o preço do gás de cozinha — vendido em Campos nesta terça por R$ 75 — e da gasolina.

Na Alerj — No caso da redução do ICMS no Estado do Rio, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) adiou a votação no plenário da Casa.

Intervenção não “é varinha de condão”
A primeira faixa pedindo “intervenção militar” no movimento em Campos apareceu na última sexta-feira. A justificativa, na ocasião, foi de que era para conseguir “proteção do Exército em caso de represália”. Mas, elas se proliferaram em forma de faixas menores, deixando dúvida quanto à condução do movimento: ação pontual por redução de preço do combustível ou puramente politiqueira, com apoio de correntes que defendem “esquerda” e “direita”. No nono dia de paralisação na cidade, elas apareceram no buzinaço e também no muro de entrada na frente da Segunda Companhia do Exército em Campos.
O Exército vem atuando no município na BR 101 de forma pacífica para ajudar no direito de ir e vir dos motoristas que desejam seguir viagem, além no transporte dos caminhões com combustíveis.
Mais cedo, o general Hamilton Mourão, na reserva desde fevereiro deste ano, disse durante entrevista a Veja, em Porto Alegre, que é contra a intervenção militar desejada por parte dos caminhoneiros que estão em greve desde a semana passada.
Mourão enfatizou que intervenção militar não é “solução imediata” e que não é “varinha de condão” que faz “plim, plim” e “está tudo resolvido”. “O país não tem que ser tutelado pelas Forças Armadas”, afirmou.
FmanhãC

aminhoneiros concentrados na BR 101

Atendimentos do Conselho Tutelar são retomado em Campos, RJ; aulas seguem suspensas na rede municipal

 

O atendimento nas cinco unidades do Conselho Tutelar em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, retornam à normalidade nesta quarta-feira (30). As aulas continuam suspensas na rede municipal. A mobilização nacional dos caminhoneiros começou a perder pontos de manifestações; eles deixaram o acostamento do quilômetro 75 da BR-101, em Ururaí.

Na tarde desta terça-feira (29), o Exército e a Polícia Rodoviária Federal começaram a escoltar caminhoneiros que queriam terminar o movimento. A mobilização nacional continua pelo 10º dia, com pontos de protestos em BA, ES, GO, SC, MG, MS, PR, RJ, RN, SP nesta quarta-feira.

A suspensão do regime de plantão dos Conselhos Tutelares, estabelecido na segunda-feira (28) por causa da falta de combustível provocada pela greve dos caminhoneiros. Os veículos foram abastecidos na manhã desta quarta-feira (30).

Encaminhamentos e denúncias que envolvam crianças e adolescentes podem ser levados direto às sedes das respectivas unidades: no Jardim Carioca, na BR 101, no Centro e em Goitacazes.

Como de praxe, nos feriados, recessos e finais de semana, os CTs funcionarão em esquema de plantão. Por isso, nesta quinta-feira (31), feriado de Corpus Christi; sexta-feira (1º), recesso; sábado e domingo, o atendimento inicial se dará por contato telefônico.

As equipes adotarão as demais medidas necessárias. Seguem os telefones das unidades: CT I – (22) 98829-4368; CT II – (22) 98826-4225; CT III – (22) 98826-4221; CT IV – (22) 98826-4231; CT V – (22) 98829-4362. Na segunda-feira (4), assim como nesta quarta-feira (30), o atendimento retorna à sede dos Conselhos Tutelares.

Aulas

As aulas na rede municipal, que foram suspensas na segunda-feira (28), seguem suspensas nas unidade escolares do município nesta quarta-feira (30). A medida teve que ser adotada devido às limitações no abastecimento das unidades, além das restrições na locomoção dos funcionários e alunos até as unidades.


Segundo a Prefeitura, as aulas serão retomadas e haverá reposição dos dias parados “tão logo a situação seja normalizada”.

Fundação da Infância e Juventude

As atividades na sede da Fundação Municipal da Infância e da Juventude (FMIJ) serão retomadas na próxima segunda-feira (4). A expectativa até lá é de que o fornecimento de alimentos e outros itens de primeira necessidade sejam normalizados, permitindo assim a realização de todas as atividades desenvolvidas na sede da instituição.

Fonte: G1

Depois dos caminhoneiros, petroleiros iniciam greve de advertência de 72h

Categoria impede o embarque no Aeroporto Bartolomeu Lisandro e no heliporto de Farol de São Tomé


(Foto: Reprodução)

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) deu início, na madrugada desta quarta-feira (30), a uma greve de advertência de 72h em todo o país. Em Macaé, representantes da categoria se reúnem em frente à sede da Petrobras no Parque de Tubos. Já em Campos, grevistas impedem o embarque no Aeroporto Bartolomeu Lisandro e no heliporto de Farol de São Tomé.

Os petroleiros deflagaram a greve em apoio ao movimento dos caminhoneiros e para pedir a destituição de Pedro Parente do comando da estatal. Outras reivindicações da categoria incluem a redução dos preços do gás de cozinha e dos combustíveis, através de mudanças imediatas na política de reajuste de derivados da Petrobras.

Na noite desta terça-feira, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) considerou o movimento abusivo e estipulou multa de R$ 500 mil por dia aos sindicatos, após ação ajuizada pela Petrobrás e a Advocacia-Geral da União (AGU).

Segundo a FUP afirma, a greve não aumenta o risco de desabastecimento. “Os tanques das refinarias estão abarrotados de derivados de petróleo, em função dos protestos dos caminhoneiros. A nossa greve é para defender o Brasil, é para que os brasileiros paguem um preço justo pelo gás de cozinha e pelos combustíveis”, afirmou, em comunicado divulgado na página da federação o coordenador geral José Maria Rangel.
Terceira Via

IFF confirma para domingo provas do concurso público



O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe/Cebraspe) e o Instituto Federal Fluminense divulgam que as provas objetivas do Concurso Público para os cargos de Professor e de Técnico-administrativo em Educação, Editais N.º 235 e N.º 236/2017, serão aplicadas neste domingo, (03/06).

A escolha da nova data se deu após análise do prazo final para homologação do resultado do concurso, que deve ser até o dia 05 de julho de 2018, em virtude do período eleitoral e suas vedações previstas em lei.

O candidato deverá, obrigatoriamente, acessar o endereço eletrônico do Cespe, a partir do dia 30 de maio, para verificar o seu local de realização da prova objetiva, por meio de consulta individual, devendo, para tanto, informar os dados solicitados. As orientações estão disponíveis no Portal de Seleções do IFF, emwww.selecoes.iff.edu.br.

As provas seriam aplicadas no dia 27 de maio, mas tiveram que ser adiadas em razão da greve dos caminhoneiros e de seus efeitos no cenário nacional, conforme divulgado no dia 24 de maio.

Ao todo, 19.169 candidatos farão as provas, sendo: 5.835 para professor e 13.334 para técnico-administrativo. O concurso está sendo conduzido por uma Comissão Organizadora, designada pelo IFFluminense, e pelo Cespe/Cebraspe.

As provas objetivas terão duração de quatro horas e serão aplicadas às 8h (para professor) e às 15h (para Técnico-administrativo). O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização da prova com antecedência mínima de uma hora do horário fixado para o seu início, munido de caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, do novo comprovante de inscrição e do documento de identidade original.

O Cebraspe recomenda, ainda, que, no dia de realização da prova, o candidato não leve nenhum dos seguintes objetos: aparelhos eletrônicos; relógio de qualquer espécie, óculos escuros, protetor auricular, lápis, lapiseira/grafite, marca-texto e(ou) borracha; quaisquer acessórios de chapelaria; qualquer recipiente ou embalagem, tais como: garrafa de água, suco, refrigerante e embalagem de alimentos que não seja fabricado com material transparente.

Locais:

As provas serão aplicadas nos seguintes locais: IFF Campus Campos Centro, Centro Universitário Fluminense (Uniflu), Isepam/Faetec, Liceu de Humanidades de Campos, Universidade Cândido Mendes, Universidade Estácio de Sá, Colégio Estadual Nilo Peçanha, Colégio Eucarístico, Colégio Estadual José do Patrocínio, Colégio Estadual João Pessoa, Colégio Bittencourt, Colégio Estadual Julião Nogueira.

Vagas:


Para professor, são ofertadas 32 vagas para diversas áreas, sendo que a com o maior número de inscritos foi a de Biologia, com 825 candidatos que concorrem a uma vaga. Já para técnico-administrativo, estão sendo disponibilizadas 18 vagas também para diferentes cargos. Aquele que recebeu mais inscritos foi o de Auxiliar em Administração com 6310 candidatos para três vagas.

Provas:

O Concurso Público para Técnico-administrativo em Educação compreenderá uma única etapa composta por prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório, com exceção do cargo de Tradutor e Intérprete de Linguagem de Sinais, que ainda terá prova prática a ser aplicada em data diferente. Para todos os cargos, a prova objetiva será composta de 50 questões de múltipla escolha com cinco opções cada uma, sendo apenas uma correta.

Já para o cargo de Professor, a seleção será estruturado em três etapas: prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório; prova prática de desempenho didático, de caráter eliminatório e complementar à prova objetiva, em data diferente; e prova de títulos, de caráter apenas classificatório. A prova objetiva será composta de 50 questões de múltipla escolha com cinco opções cada uma, sendo apenas uma correta.

Um novo cronograma com as datas das próximas etapas será divulgado em breve. Todas as informações estão disponíveis em www.selecoes.iff.edu.br.

Fonte: Ascom

Pró-Rim recebe carregamento de materiais


Hospital Ferreira Machado (HFM) / Antônio Leudo

Apesar de a Prefeitura de Campos afirmar que a Saúde de Campos está sob controle, diante da paralisação nacional dos caminhoneiros, o risco de comprometer o setor do município ainda é grande, caso a mobilização se estenda por mais tempo. Nesta terça-feira, a secretária de Saúde de Campos voltou a afirmar não houve registros de falta de medicamentos e nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) estão sendo priorizados os atendimentos de urgência e emergência. Por outro lado, desde o último sábado a clínica Pró-Rim vinha sofrendo com os efeitos da paralisação e chegou a reduzir o tempo na diálise para que todos pudessem ser atendidos. Somente na noite desta terça-feira um caminhão chegou para abastecer a clínica com insumos. No entanto, o atendimento vai continuar reduzido e os insumos devem durar até a próxima segunda-feira.
O diretor clínico da Pró-Rim, Raymundo Santiago Neto, informou que mesmo com a chegada desse carregamento de medicamentos, o estoque segue abaixo da quantidade necessária, mas os atendimentos continuam sendo feitos, sendo que com o tempo menor. “Recebemos a remessa, mas continuaremos reduzimos o tempo de diálise dos pacientes para que imediatamente não falte medicamento, até que a greve permaneça. Vamos fazer um balanço do estoque que chegou, mas a previsão é de que dure somente até a próxima segunda-feira. Temos que torcer para que a greve termine logo”, informou.

A Prefeitura de Campos, por meio de suas secretarias e superintendências, informou que vem adotando as medidas possíveis para minimizar os efeitos da paralisação nacional dos caminhoneiros. O esforço maior, segundo o município, é no sentido de manter os serviços essenciais à população. “Nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), estão sendo priorizados os atendimentos de urgência e emergência. Não houve, até o momento, registro de falta de medicamentos da Atenção Básica, visto que os estoques foram repostos antes da paralisação. Tanto nas UBSs, quanto nos hospitais do município (Hospital Geral de Guarus e Hospital Ferreira Machado), são realizados levantamentos constantes para atualização do estoque. Todas as cirurgias de emergência estão sendo realizadas nos dois hospitais públicos”.
Em Quissamã, a coleta de sangue em cinco Unidades de Saúde da Família (UBSF) e as visitas domiciliares foram suspensas. Já em Macaé, a área da Saúde ainda não sentiu os reflexos da paralisação e manteve as atividades inalteradas. Em São João da Barra, as unidades 24 horas funcionam somente com serviços de urgência e emergência.