Web Rádio Show Francisco no 24 Horas no Ar

Ao Vivo Web Rádio Show Francisco

OUÇA TAMBÉM NO SEU FACEBOOK

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Cederj oferece 6.908 mil vagas para graduação a distância em Universidades Públicas

São 14 opções de cursos gratuitos e o estudante recebe todo material didático

Uma grande oportunidade para os que sonham em cursar o nível superior em uma instituição pública. O Centro de Educação Superior à Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cederj) oferece 6.908 vagas nos seus 32 polos. As vagas estão distribuídas em todas as regiões do estado em 14 opções de cursos gratuitos. O estudante recebe todo material didático e é avaliado em atividades presenciais (provas) e a distância, em datas e horários pré-determinados.

Para concorrer a uma das vagas o interessado deve fazer o Vestibular Cederj. A inscrição será feita apenas pela internet através do site do Cederj (www.cedej.edu.br) até o dia 11 de maio. O valor da taxa é R$ 55,00 e no ato da inscrição será necessário escolher o polo de ensino e o curso. A prova do vestibular Cederj acontece no dia 07 de junho e os aprovados iniciarão a graduação no segundo semestre letivo de 2014.

Os candidatos têm a opção de escolher entre os seguintes cursos: Administração (711 vagas); Administração Pública (400); Licenciaturas em Ciências Biológicas (871), Física (385), Geografia (240), História (250), Letras (300), Matemática (790), Pedagogia (1.040), Química (357), Turismo (285); Tecnologia em Sistemas de Computação (529) e Tecnologia em Gestão de Turismo (250).

Também são oferecidas 500 vagas para Tecnologia em Segurança Pública, destinadas somente a profissionais da ativa da Segurança Pública, sendo 80% destinadas a Policiais Civis e Militares do Estado do Rio de Janeiro e as demais 20% a profissionais da ativa das seguintes categorias: Guardas Municipais, Agentes Penitenciários, Bombeiros, Policiais Rodoviários Federais, Policiais Federais, membros das Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica), Agentes Portuários e Policiais Civis e Militares de outros Estados da federação, conforme Portaria Interministerial nº 158-A, de 9 de fevereiro de 2010.

O Consórcio Cederj pertence à Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj), órgão vinculado a Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia. Integram o consórcio as instituições de nível superior: CEFET, UENF, UERJ, UFF, UFRJ, UFRRJ e UNIRIO.

Mais informações:

Assessoria de Comunicação
Fundação Cecierj / Consórcio Cederj

Tel: (21) 2333-1190 / 2333-1182 / 23331191

Postado por:Júlio César



Reunião entre rodoviários e poder público termina sem acordo em Campos dos Goytacazes RJ


Manifestantes não aceitaram proposta de retornar o trabalho por uma semana

Representantes das 12 empresas de ônibus que atuam em Campos e o presidente do sindicato dos rodoviários do município se reuniram com o poder público na manhã desta quarta-feira (30/04) para falar sobre a greve dos rodoviários que completa quatro dias.

Os manifestantes foram recebidos pelo secretário de Comunicação, Mauro Silva, presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transportes (IMTT), Álvaro Oliveira, secretário de Administração, Fábio Ribeiro e o subprocurador do município, Francisco Martins.

Entre as indagações dos manifestantes estava a possível demora no repasse da verba da prefeitura para as empresas de ônibus, que segundo um dos rodoviários é alegado constantemente pelos empresários.

Sobre isso, o presidente do IMTT, Álvaro Oliveira respondeu que: “A lei prevê que a gente pague adiantado às empresas, não é em dia, é adiantado. Todo o dia 10 de cada mês a gente paga 70%, 80% adiantado. Quando chega o dia 30 a gente bate conta do que ela rodou, paga o restante e já adianta para o outro mês. Na verdade eles recebem na frente. De 2009 a 2012 a prefeitura pagou as empresas R$113.608,772,12, no ano de 2013 pagou R$30.79,245,64, e em 2014 até março pagou R$8.012,605 e agora no mês de abril nós já adiantamos lá atrás R$2.039,245,24 e vamos compensar agora dia 30 para poder pagar o restante do mês adiantado de novo. Então a prefeitura já pagou até hoje as empresas R$153.739,867”, explicou.

Para tentar minimizar os danos que a paralisação vem criando, foi proposto pelo secretário de administração, Fábio Ribeiro, que os manifestantes mantivessem o estado de greve e voltassem a atuar por uma semana enquanto a prefeitura tenta conseguir um acordo.

“Ficou claro nessa reunião que a prefeitura não tem qualquer envolvimento e não cabe cair na conta do poder público essas questões. Nós estamos aqui em defesa do povo, nós somos o terceiro interessado. Isso é uma questão dos rodoviários e as empresas de ônibus. A prefeitura está em defesa do povo. Foi decidido o encontro no IMTT com o presidente do patronal para que essa situação seja resolvida. O que a prefeita quer são ônibus novos para dá mais conforto e segurança a população”, ressaltou o secretário de comunicação, Mauro Silva.

Para reforçar ainda mais a luta pela conquista dos direitos dos rodoviários, o subprocurador do município, Francisco Martins, sugeriu que o caso fosse levado ao Ministério Público do Trabalho.

“A gente quer o Ministério Público do Trabalho e por que o Ministério Público do Trabalho nessa questão? Porque através dele pode ser firmado um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) onde os empresários se comprometem a cumprir essa e outras regras. O Ministério Público é um canal para isso. O que a gente pode fazer é intermediar essa situação”, recomendou.

No fim da reunião, os representantes se reuniram junto a multidão que aguardava do lado de fora da sede da prefeitura e seguiram para a sede do IMTT, na Rua Salvador Corrêa, no Centro.

Fonte: Ururau/Show Francisco




Tudo pronto para o clássico entre Americano e Goytacaz, mas é em Macaé


Equipes prontas, expectativa das torcidas e rivalidade no ano do centenário





Todos os ingredientes em uma só partida para que essa seja repleta de emoção. Assim pode ser visto o clássico desta quarta-feira (30/04), quando novamente e pela 155ª vez em 100 anos estarão frente a frente Americano e Goytacaz.

Mas apesar da história de grande rivalidade, as equipes se reencontrarão não da forma que os seus apaixonados torcedores acostumaram a ver na maior parte desses jogos que entre decisões, alegrias, frustrações e acima de tudo muita emoção, tinham sempre algo mais importante do que uma partida válida pela Segunda Divisão, e ainda mais não sendo realizada em Campos.

A partida que será disputada em Macaé, no Estádio Cláudio Moacyr, e é válida pela 5ª rodada a Taça Corcovado. Ao todo 1500 torcedores poderão assistir ao derby. No primeiro momento apenas 999 ingressos foram liberados pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) e desta carga, 300 foram direcionados para a Rua do Gás, já que desde o primeiro momento o clube alvinegro, mandante da partida, apostava na venda de 1500 ingressos o que foi obtido.

Mais 500 chegarão no dia da partida e serão comercializados no local do jogo. Segundo o presidente César Gama, esses novos ingressos são apenas para a torcida do Americano que terá, portanto, 1200 ingressos dos 1500 disponibilizados, os 80% que são direito dos mandantes. Ainda nesta quarta-feira, até as 11h os ingressos serão vendidos no Parque Tamandaré.

Os torcedores terão que se deslocar por mais de 100 km para durante os 90 minutos incentivarem, e após o apito final comemorar ou tolerar as gozações pertinentes de uma rivalidade centenária.

A programação feita para a organização das torcidas no estádio Cláudio Moacyr de Azevedo foi mudada pelo Gepe. Assim não mais ficarão torcedores na arquibancada atrás de um dos gols, com a torcida alvinegra ficando na arquibancada próxima das cabines de rádio e a alvianil do lado oposto. Assim não há proximidade das organizadas.

As saídas das organizadas também foram programadas e terão escolta da Polícia Militar durante todo o trajeto. Da Rua do Gás os torcedores saem até às 10h30, enquanto do Parque Tamandaré os alvinegros seguem às 12h.

CAMPANHAS BEM PARECIDAS
Com planejamentos e diferenças gritantes nos investimentos na formação dos elencos, há principalmente o fator de poder jogar em casa, o que o Americano tem sentido falta, mas por escolha própria e planejada, quando negociou seu estádio em permuta que lhe dará uma nova sede, em Guarus, onde passará a jogar dentro dos próximos anos.

Na classificação geral os dois times têm 20 pontos, sendo que o alvinegro está na 6ª posição, com seis vitórias e saldo de 11 gols. Já o Goytacaz, tem cinco vitórias e saldo de 10.

Se na Taça Santos Dumont o Americano foi melhor terminando a primeira fase da competição com 58,3% de aproveitamento e 14 pontos em 24 disputados, com o Goytacaz tendo terminado com 10 e 41,7%, na Taça Corcovado, o segundo turno, o alvianil faz melhor campanha e com 10 pontos em quatro jogos, ainda não foi derrotado e, em caso de vitória no clássico, assumirá com 13 pontos e de forma isolada o Grupo B.

O Americano com seis pontos vem de derrota para o São João da Barra, sendo que este jogo realizado na 3ª rodada, já que folgou na 4ª, e assim, tem um jogo a menos que o Goytacaz e o próprio São João da Barra, que folgará na próxima rodada e lidera o Grupo B, com 12 pontos, de quatro vitórias nas quatro rodadas disputadas.

Em 2013, o Goytacaz venceu o Americano na estreia da competição, no dia 02 de março, por 2 a 1, em partida emocionante e decidida nos minutos finais, com gol marcado por Clodoaldo, aos 43 minutos do segundo tempo, minutos depois de perder um penalti, defendido por Macula. Laerte abriu o placar para o Americano, logo aos 2 minutos, de cabeça. Júlio César, contra, aos 19 minutos deixou tudo igual e Clodoaldo, também de cabeça fez o gol da vitória alvianil.

FORMAÇÕES PARA O CLÁSSICO






Com uma semana cheia de treinamento o comandante André Pimpolho teve mais tempo para preparar sua jovem equipe, que tem ao longo da competição demonstrado uma disposição técnica que chama atenção, além da juventude do elenco que permite impor uma velocidade e pegada, do início ao fim das partidas.

Já na Rua do Gás, depois da vitória sobre o São Gonçalo, o elenco voltou a treinar na tarde de segunda-feira (28/04) e para a alegria do treinador Manoel Neto, ele pode contar com todos os seus jogadores. Os alvnianis seguiram nesta terça-feira para a cidade de Rio das Ostras onde ficam concentrados para o jogo.

As escalações mais prováveis são:

Americano: Adílson, Luan, Vinícius, Dudu e Espinho; Jader, Neto, Franklin e Mossoró; Baiano e Ricardo. Téc.: André Pimpolho.

Goytacaz: Erivélton, Renan, Elson, Vladimir e Wallace; Índio, Bruno Brito, Jefinho e Bóvio; Rafael Rebelo e Paquetá. Téc.: Manoel Neto.

Classificação/Geral
01º) São João da Barra, 26 pontos 
02º) Sampaio Corrêa, 24 (vitórias: 7)
03º) Ceres, 24 (vitórias: 6)
04º) Barra da Tijuca, 22 (saldo: 11)
05º) Olaria, 22 (saldo: 10)
06º) Americano, 20 (vitórias: 6 / saldo: 11)
07º) Barra Mansa, 20 (vitórias: 6 / saldo: 6)
08º) Goytacaz, 20 (vitórias: 5 / saldo: 10)

Grupo B
1º) São João da Barra, 12 pontos 
2º) Goytacaz, 10 (saldo: 10)
3º) Barra da Tijuca, 10 (saldo: 7)
4º) Americano, 6

Estatísticas do Goyta-Cano
Total de jogos: 154
Vitórias do Goytacaz: 54
Vitórias do Americano: 51
Empates: 49
Gols do Goytacaz: 215
Gols do Americano: 200
Maior goleada do Goytacaz: 6 a 0 em 1943, Campeonato Campista.
Maior goleada do Americano: 6 a 1 em 1966, Campeonato Campista.

Obs.: Estatísticas de jogos oficiais, faltando jogos pela Liga de Campos em 1917, 1918 e 1924 (Campos campeão), 1928, 1929 e 1931 (Rio Branco campeão), 1932 (Goytacaz e Campos campeões conjuntamente), 1936, 1937 e 1938 (Aliança campeão), 1943 (3º turno), 1947 (2º turno), 1949 (Rio Branco campeão), 1952 (São José campeão), 1956 (Campos campeão), 1958, 1961 e 1962, (Rio Branco campeão) e a maior parte das partidas amistosas. Três partidas não terminadas por tumultos (2 em 1920 e 1 em 1929) não foram contadas.

Fonte: Ascom SFI-RJ/Show Francisco





Pezão e Lindbergh posicionam tropas em SJB

Foto de Paulo Pinheiro
Cientes da força do deputado federal Anthony Garotinho (PR) no interior do estado, o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) e o senador Lindbergh Farias (PT), começam a posicionar suas tropas em locais estratégicos. E um desses locais é o município de São João da Barra,. No último final de semana o senador Lindbergh Farias (PT) esteve por lá e participou da festa de Nossa Senhora da Penha ao lado da ex-prefeita Carla Machado. “Fui muito bem recebido pela população de SJB e vi de perto, mais uma vez, a força desta guerreira que é a ex-prefeita Cala Machado”, comemorou Lindbergh, que reforçou alianças e conversou com a população em diversas partes da cidade.

Sem perder tempo, o governador Luiz Fernando Pezão esteve hoje (28) na residência do prefeito Neco ao lado do presidente da Alerj, deputado Paulo Melo (PMDB), do deputado estadual João Peixoto (PSDC), além dos prefeitos de Macaé, Dr. Aluizio (PV), de Carapebus, Amaro Fernandes dos Santos (PRB), e de Bom Jesus do Itabapoana, Branca Motta (PMDB). O presidente da Fenorte, Nelson Nahim (PSD), também marcou presença.

Pezão ressaltou a importância de São João da Barra no cenário nacional e fez questão de assinalar o prestígio do prefeito Neco: “Não poderia deixar de prestigiar o prefeito Neco nesta importante festa em São João da Barra. Hoje, quando se fala em política e investimentos no estado, não podemos deixar de citar São João da Barra, que vai contar em breve com um grande complexo portuário”, disse Pezão.

O prefeito Neco aproveitou para reafirmar o seu apoio ao governador. “Estamos juntos com Pezão que sempre abriu as portas para o nosso município. Foram muitas as conquistas, antes como vice-governador e agora como governador. Não vou medir esforços e tenho certeza de que os prefeitos e deputados que aqui estão também não vão medir esforços para ajudá-lo”, comentou.

Quem vai ganhar? — Nos bastidores já tem gente fazendo as contas. Afinal, quel será o mais votado em São João da Barra? Pezão com o apoio do grupo de Neco? Lindbergh com o apoio do grupo de Carla? Garotinho com o apoio do grupo de Betinho e Bruno?

Por alexandre bastos/Fmanhã



TSE anula condenação que durante seis anos 'sangrou' o casal Garotinho



Arquivo Ururau

Ministro Dias Toffoli entendeu que entrevistas não influenciaram resultado de 2008

Seis anos. Esse foi o tempo em que o casal de ex-governadores do Rio de Janeiro Garotinho e Rosinha esperaram para se virem livres de uma condenação que durante este tempo causou entre outros danos políticos, o afastamento da prefeita de Campos por sete meses, no curso do primeiro mandato.

Na noite desta terça-feira (29/04) em decisão monocrática o ministro Dias Toffoli, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anulou a condenação que tinha como origem uma entrevista de rádio promovida por Garotinho, como apresentador na Diário FM de Campos, antes do início oficial do período eleitoral em 2008, à então pré-candidata Rosinha Garotinho. A entrevista foi concedida no dia 14 de junho daquele ano.

O Ministro entendeu ainda e destacou em sua decisão que o jornal "não teria o condão, como dito, de influenciar no resultado do pleito em um Município da dimensão de Campos dos Goytacazes/RJ".

Depois da condenação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) houve o recurso em Brasília que derrubou a decisão que deixou o casal inelegível por três anos, por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação. A Procuradoria Regional Eleitoral entedia ainda que a pena imposta ao casal deveria ser de oito anos, o que também foi desconsiderado.

“Diante de tais fundamentos, dou provimento, com base no art. 36, § 7º, do RITSE, aos recursos especiais de Rosângela Rosinha Garotinho Barros Assed Matheus de Oliveira e de Anthony William Garotinho Matheus de Oliveira, para afastar as condenações impostas aos recorrentes. Por consequência, julgo prejudicados os recursos especiais do Ministério Público e de Arnaldo França Vianna e outra, que pretendiam a reforma parcial do acórdão recorrido, para a aplicação da sanção de inelegibilidade pelo prazo de oito anos”.

Além de se livrarem dessa ‘navalha’ que causava uma instabilidade política, agora o pré-candidato ao governo do Estado, o deputado federal Anthony Garotinho poderá seguir o processo eleitoral sem ter que pensar numa disputa com nova liminar.

Além de Rosinha e Garotinho, foram condenados neste mesmo processo com inelegibilidade o vice-prefeito, Francisco Oliveira, doutor Chicão; os radialistas Fábio Paes, Linda Mara Silva, hoje vereadora em Campos e Patrícia Cordeiro, presidente da Fundação Municipal Cultural Jornalista Oswaldo Lima.


Em seu blog, Garotinho publicou uma nota afirmando que a decisão local era covarde. “Sempre afirmei que era uma covardia a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE) de condenar a mim e a Rosinha por uma simples entrevista de rádio feita em 2008. Tudo sempre foi uma perseguição. Inúmeras vezes afirmei que a condenação imposta pelo TRE-RJ, comandado à época por Luiz Sveiter, era um absurdo, pois proibia um radialista de exercer sua atividade profissional. O TSE reparou essa injustiça. Fomos condenados em um julgamento covarde, que, inclusive, chegou a afastar Rosinha da prefeitura de Campos por duas vezes. Foi uma vitória da lei contra a injustiça; uma vitória que certamente mostrará a muitas pessoas que outras injustiças ainda precisam ser corrigidas e serão”.

AFASTAMENTOS E POLÊMICAS

Sete meses após ter sido afastada da prefeitura Rosinha Garotinho, naquela ocasião ainda filiada ao PMDB, foi reconduzida ao cargo no dia 16 de dezembro de 2010, por decisão do ministro Marcelo Ribeiro, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que Rosinha e o vice-prefeito Doutor Chicão reassumissem as funções imediatamente.

O ministro também determinou a suspensão da nova eleição, que estava marcada para 6 de fevereiro de 2011. No recurso encaminhado ao TSE, a defesa da prefeita alegou que o TSE havia anulado dias antes a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que tornou Anthony Garotinho inelegível na mesma ação que afastou Rosinha, ou seja, que o benefício deveria ser estendido também à prefeita e seu vice.

O ministro Marcelo Ribeiro declarou nula a decisão regional e determinou que o processo voltasse à primeira instância.

Durante esses sete meses o presidente da Câmara Municipal, Nelson Nahim (PR), que naquele momento ainda era aliado do grupo liderado por seu irmão Garotinho, esteve à frente da Prefeitura de Campos.

NOVA DECISÃO - Em nova decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em 29 de outubro de 2011, determinou a saída da prefeita do cargo. Houve então o acampamento na sede da Prefeitura, onde a prefeita permaneceu com seu staff e correlegionários que durante duas noites não deixaram a sede do prédio, além de manifestações que foram promovidas na BR-101.

No dia 01 de outubro o relator do processo, desembargador Sérgio Schwaitzer concedeu liminar para que Rosinha permanecesse no cargo até o julgamento do plenário na decisão proferida pela juíza Gracia Cristina Moreira do Rosário, da 100ª Zona Eleitoral.



Postado por: URURAU
Fonte: REDAÇÃO


Chefe da Guarda Municipal ameaça dar voz de prisão aos manifestantes

O motivo seria a interdição das entradas da prefeitura de Campos

Durante a manifestação dos rodoviários, que ganhou força com a chegada dos profissionais do HGG e HFM, nesta quarta-feira (30 de abril), o comandante da Guarda Civil Municipal, Francisco Melo, ameaçou dar voz de prisão a todos os manifestantes, já que eles estavam bloqueando as duas entradas da prefeitura de Campos.

Porém, o grupo não se intimidou e continou impedindo a entrada dos funcionários. Não há viaturas suficientes da Polícia Militar para que os manifestantes sejam levados para a delegacia, caso o comandante cumpra o que prometeu.

Os manifestantes disseram que só vão sair do local, depois que forem atendidos por um representante do poder municipal.

De acordo com o rodoviário Tiago Pacheco, os manifestantes não estão com medo de serem presos, pois são trabalhadores que estão, de forma pacífica, reivindicando os seus direitos. “Isso é um absurdo! Se eles acharam que iam nos intimidar, se enganaram. Vamos continuar bloqueando as entradas da prefeitura”, disse.

Depois de pelo menos duas horas de manifestação, o secretário de Comunicação Social, Mauro Silva, conversou com alguns rodoviártios na entrada da prefeitura. Ele informou que vai fazer uma reunião de emergência com um representante de cada empresa e todo o staff do governo. "Mais do que ninguém, a prefeita Rosinha Garotinho, que resolver esse problema. Vamos nos reunir com a procuradoria, a presidência do IMTT e representantes das empresas para resolver definitivamente as reclamações", disse.

Funcionários de sete empresas participam das manifestações.

Fonte: Terceira Via/Show Francisco



3,3 milhões ainda não declararam o IR; prazo acaba nesta quarta-feira


Receita informou que já recebeu mais de 23,7 milhões de declarações.
Fisco espera receber 27 milhões de documentos; prazo acaba às 23h59.

A Receita Federal informou que recebeu até as 9h desta quarta-feira (30) mais 23,7 milhões de declarações de Imposto de Renda 2014. O Fisco espera 27 milhões de documentos neste ano. Deste modo, cerca de 3,3 milhões de pessoas ainda não enviaram a declaração.

A entrega começou no dia 6 de março e vai até às 23h59 desta quarta-feira (30). Quem perder o prazo, está sujeito a uma multa mínima de R$ 165,74. O programa está disponível para "download".

Fonte: G1/Show Francisco